Confira essas novidades:

loading...

Nove meses depois, viúva de Domingos Montagner desabafa pela primeira vez sobre morte do marido

Postado por , no dia 31 de julho de 2017 em noticias
20170331100753574518i
7_

Modo de Preparo

A viúva de Domingos Montagner, Luciana Lima, falou pela primeira vez sobre como recebeu a notícia da morte do marido, em setembro do ano passado, e sobre o processo de recuperação da família desde então. Em entrevista à revista Marie Claire seis meses depois do acidente, a atriz e artista circense detalhou o trágico dia, que comoveu o país. “Não acompanhei as redes sociais, onde o desaparecimento era assunto desde as 14h. Quando deu umas 15h, o empresário dele me ligou, eu estava no galpão. Senti um tom preocupado em sua voz. Aí começou o processo”, contou ela.

Luciana ligou para a escola em que os filhos mais novos estudam para que eles saíssem mais cedo. “O mais velho estava em casa. Assim que cheguei, disse a ele o que estava acontecendo, e ele respondeu: ‘Não vai acontecer nada, meu pai sabe nadar e não pode ir contra a correnteza. Vai se deixar levar, alguém vai encontrá-lo’. Concordei e pedi para não entrar em redes sociais. Perto das 18h, chegaram os pequenininhos – muitos amigos nossos já estavam ali conosco. Expliquei o que acontecia. O do meio começou a chorar, depois o menor. Mônica Albuquerque, diretora de produção da Globo, ligou pouco depois e disse: ‘Lu’. Nesse ‘Lu’, eu senti. ‘Você não tem uma boa notícia para mim?’, perguntei. Ela disse que não”, concluiu.

Juntos desde 1999, o casal teve três filhos: Léo, de 13 anos, Antônio, de 10, e Dante, 6. O processo de recuperação depois da perda, de acordo com ela, é lento. “É um exercício. Estamos ressignificando os lugares que frequentávamos com ele, alimentamos memórias. Mas as crianças assimilam a perda de outra maneira: o agora é mais importante do que o amanhã”. Luciana afirmou que o papel das crianças é fundamental no cotidiano da família: “É o imediatismo deles que me sustenta. Estamos aprendendo a viver nessa configuração de família”, desabafou.

Luciana e Domingos se conheceram em Natal, cidade onde ela nasceu, quando ele passou 15 dias na cidade para apresentar um espetáculo. “Fiz o receptivo da companhia durante o evento. Eu era integrante de um grupo de teatro, o Clowns de Shakespeare. O Domingos ficou 15 dias por lá, tempo suficiente para a gente trocar umas figurinhas. Depois, voltou para São Paulo e namoramos quase um ano a distância. Fui me envolvendo, me inteirando sobre o universo do circo e aquilo me deu ‘coceira’. Mudei para São Paulo em novembro de 2000, quando a linguagem circense estava entrando no cenário teatral”, revelou.

Agora, a artista planeja a comemoração dos 20 anos da companhia fundada pelo marido, La Mínina, junto com Fernando Sampaio. Segundo ela, será uma homenagem: “O acidente abriu aquele buraco e ficamos sem chão. Ainda é muito turvo o que vivi nas primeiras semanas, mas em nenhum momento passou pela minha cabeça desistir. À medida que o tempo foi passando, as coisas ficaram mais claras. Um mês depois, já comecei a pensar nos 20 anos da companhia junto com o Fernando. Estávamos conversando e ele ficou todo sem jeito de me perguntar o que faríamos. Entendemos que não dava para parar. A celebração virou uma homenagem ao Domingos”.

loading...
Imprimir ou Salvar
Esta Receita
Envie pelo
Whatsapp
Receitas Sugeridas
Comente nesta receita

Busca

Novidades

loading...

Área de Assinantes

Meu Livro de Receitas
Faça o seu login abaixo para listar suas receitas

Esqueci minha senha
Quero me registrar